segunda-feira, 16 de outubro de 2017

eureka fodida

eu devo ter um problemão da porra nessa cabeça fodida.
só consigo relacionar o que eu faço como arte se doer.
ou se me matar um pouco mais na hora de execução.

domingo, 15 de outubro de 2017

eu tenho desenhado.
e estarei mentindo descaradamente se contar que não desejo reconhecimento. englobando todos num saco para que eu me sinta melhor em falar isso: nos vemos no outro. sempre.
o fato antes desse é que eu busco a linha perfeita, da qual eu olhe mil vezes e sempre pareça bonita.
que fique bonita tanto colorida, como em preto e branco.
que eu não sinta vergonha de apagar do meu histórico, tal qual uns textos que já cometeram suicídio por aqui.
o desenho me acalma. o desenho me causa ansiedade.
tenho passado muitas horas vendo o facebook de artistas, vendo desenhos, lendo sobre desenhos e fotografia.
ah, não posso esquecer da fotografia.
eu perdi a senha do meu flickr, agora não posso mais seguir de volta um amigo que me seguiu tem pouco tempo. ele tem uma foto lá tão bonita, onde a namorada dele aparecia mostrando o cabelo e a ausência do cabelo num contraste único. uma pena eu não poder dar um "gostei".
eu perdi a bendita senha do flickr. e tava cadastrado num email da yahoo.
quem diabos usa yahoo hoje em dia?
e tinha um email secundário que tava cadastrado no hotmail.
tentei resgatar em vão também.
ta bom, flickr/yahoo, fiquem com minha conta. minhas fotos em alta resolução.
eu tenho tudo aqui salvo em algum lugar
(eu acho)


não se engane: meus desenhos não são tão góticos nem inspirados como esse que - por sinal - vai virar marca na pele de alguém muito especial em breve...

terça-feira, 3 de outubro de 2017

She's Lost Control (again)

Acorda.
Saúda o dia: bom dia.
Coma.
Reclama.
Envenena a alma.
Se engana.
Faz as malas.
Bate a porta.
Arrepende-se.
Volta.
Suspira e chora.
Fuma um cigarro.
Dois.
Três depois.
Respira fundo.
Melhora.

Se deita.
Se enfeita.
Desiste.

Agora é só esperar pela pergunta que não quer calar.



Out of the Sky
Into the dirt.

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Respiro.

A ansiedade tem cheiro de acrílico odontológico.

domingo, 27 de agosto de 2017

Fudeções

começou naquele dia em que a gente estava no motel e, bem, já havíamos transado e o que tinha pro resto do tempo era olhar pro teto e se encher de carinho confidenciosos em que éramos expert em fazer.
daí vc recebeu um telefonema e foi como se todo o universo tivesse enrijecido diante da notícia (alegre) que você recebeu. de repente, suas mãos desentrelaçaram das minhas e vc parecia efusivo, brilhante. vc sempre parecia assim quando o assunto era seu trabalho seu amor.
não foram só as mãos que se soltaram: você tb saiu de mim.
juntamos as roupas apressados pela sua pressa de sair pra rua e exibir-se sorrindo aos passantes, mostrando dentes contentes de uma cara feliz.
ali vc jogou a primeira pá de terra.
ainda com o suor no corpo, não houve tempo do banho pós-amor que havia me prometido. foi tudo corrido e como num fim de filme triste nos despedimos diante da estação do metrô onde vc me prometia dar mais detalhes sobre o assunto.
o que eu tinha pra te pedir além de que olhasse nos meus olhos mais uma vez?
o que mudou daquele dia em diante é que eu passei a sentir q vc era a perfeita personificação da areia entre os dedos.
e em dia de vento forte.
vento esse que senti embaixo da saia.
sorri sem saber pra onde.

sábado, 26 de agosto de 2017

Status do Facebook #1

Observando as pessoas do meu passado gostando agora de coisas que eu gosto toda vida.
Coisas estas que me faziam ser motivo de chacota para os mesmos anos atrás.

Tempo rei.

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Quando a notícia pesa o peito
Comprime o pulmão
Fica difícil respirar
Viver
Sorrir e atender as pessoas

Mas sigo tentando